COMO IDENTIFICAR E PREVENIR TRANSTORNOS MENTAIS EM IDOSOS

A prevenção é sempre o melhor remédio, por isso é importante estar atento aos sinais de alerta e saber como identificar e prevenir transtornos mentais em idosos. O processo de envelhecimento humano é um desafio, visto que muitas vezes vem acompanhado de condições que facilitam o aparecimento de transtornos mentais, muitos deles evitáveis, reversíveis e/ou passíveis de tratamento. 

Condições como perda de autonomia, a morte de amigos e/ou parentes, isolamento social, sentimento de inutilidade, restrições financeiras, fatores genéticos e agravamento do estado geral de saúde predispõe a transtornos cognitivos (capacidade de compreender e pensar de uma forma lógica, com prejuízo na memória), transtornos de ansiedade ou depressão.

É importante saber como identificar e prevenir transtornos mentais em idosos para manter uma boa qualidade de vida.

Prevenção

A melhor maneira de prevenir doenças mentais em idosos é manter uma vida com hábitos saudáveis, aliando boa alimentação, prática de exercícios físicos, estímulos cognitivos e uma vida social ativa.

Idosos precisam de atenção constante e no caso de transtornos mentais não é diferente. A família deve estar atenta a sinais de mudança de comportamento, quadros depressivos e outras doenças.

Pacientes que já são portadores de algum tipo de demência, como por exemplo, a doença de Alzheimer, merecem atenção especial quando apresentam alteração do comportamento habitual. 

O cuidador deve estar sempre atento e buscar ajuda profissional ao identificar o problema. 

Exercícios físicos

Exercícios físicos provocam a liberação da serotonina, responsável pelo bem estar e irisina, que atua na memória, além disso, são aliados na prevenção de infarto e AVC. Por isso, é importante praticá-los. 

No caso de idosos, pilates, caminhadas e hidroginástica são ótimas opções.  O primeiro promove a manutenção da força muscular e as três modalidades são de baixo impacto, facilitando a sua prática. 

Estímulos cognitivos

O estímulo cognitivo é de grande relevância na prevenção de doenças mentais no idoso. Estímulos cognitivos são aquelas atividades que envolvem memória, raciocínio e a mente de forma geral. 

Aprender novas atividades, como pintura, bordado, novos idiomas, tocar instrumentos musicais são algumas das opções para manter a mente ativa. 

Devemos ter em mente que o envelhecimento não é sinônimo de incapacidade e novos aprendizados devem ser estimulados. 

Lazer

Propor novas atividades de lazer, como passeios em locais a céu aberto, ouvir música, conversar com o idoso, pedir que conte histórias e compartilhe sua experiência de vida também deve fazer parte da rotina da família.

A sensação de ser um fardo ou ser esquecido pela família pode ser um grande gatilho para transtornos mentais. 

O idoso deve ter uma vida social ativa. 

Muitas vezes, a aposentadoria em associação  às limitações impostas por determinadas condições de saúde, traz ao idoso, o sentimento de  vazio ou “inutilidade”. A busca por novos propósitos de vida e a habilidade de reinventar-se na velhice é o que faz a diferença para se ter uma melhor idade feliz e com qualidade de vida. 

Como identificar transtornos mentais em idosos

Identificar precocemente transtornos mentais em idosos é muito importante para o tratamento e para que a situação não se agrave.

Algumas atitudes que devem causar alerta são:

  • Passar o dia deitado
  • Recusa a fazer refeições e atividades diárias
  • Não querer sair de casa
  • Demora para responder perguntas simples
  • Falar muito sobre a morte ou que está prestes a morrer
  • Mudanças de comportamento – agitação ou sonolência excessiva
  • Delírios e alucinações 
  • Não conseguir fazer atividades que anteriormente fazia sem dificuldade.

Muitas vezes os idosos manifestam doenças de forma atípica e o primeiro sintoma pode ser uma mudança de comportamento. Não é incomum que o idoso abra um quadro de infecção urinária, por exemplo, sem febre, porém com agitação psicomotora.

É importante que a família procure atendimento médico e psicológico ao menor sinal de instabilidade da condição mental do idoso. 

Confira também 10 dicas para cuidar do bem estar e saúde mental de idosos acamados e como melhorar os cuidados de idosos em casa.

Precisa de uma empresa para te auxiliar no cuidado com os idosos da sua família? A Qualivida é o berço do home care 4.0 e está revolucionando o mercado de atendimento de saúde domiciliar há mais de 10 anos. 

Clique aqui para entrar em contato!

Encontre a Qualivida por aí

Somos uma plataforma de Delivery de Saúde Domiciliar!

Nossa proposta é entregar profissionais multidisciplinares qualificados e diferenciados para o atendimento de suas necessidades, realizando procedimentos, consultas, sessões e avaliações específicas ou contínuas orientadas pela jornada definida por nossa central de cuidados.